GSX-R1000A - Metallic Triton Blue (YSF)

Preço Sugerido

Preço de Consórcio

GSX-R1000A/R

GSX-R1000A-R, sucesso na Europa e nos EUA, também conhecida como SRAD 1000, a queridinha das motos esportivas chegou para recuperar o seu trono. Todos os modelos comercializados no Brasil vem com monoposto.

 


Manual do proprietário da GSX-R1000A-R  Vídeos da SRAD 1000 .  Rede autorizada da GSX-R1000A-R . o que diz a imprensa sobre a GSX-R1000A-R . Catálogo de peças da GSX-R1000A-R . 

 

Dimensões, peso e capacidade 
Comprimento 2075 mm
Largura 705 mm
Altura 1145 mm
Distância entre eixos 1420 mm
Distância ao solo  130 mm
Altura do assento  825 mm
Altura do guidão 855 mm
Altura da pedaleira 390 mm

 

Peso e capacidade
Peso seco GSX-R1000A -188 kg | GSX-R1000R – 189 kg
*MVOM GSX-R1000A – 202 kg  | GSX-R1000R – 203 kg
Peso bruto total 390 kg
Tanque de CombustÍvel 16 litros
Óleo do motor 3.3 litros

 

MOTOR
Tipo 4 tempos, DOHC VVT (Variable valve timing system), refrigeração liquida
Número de cilindros 4 cilindros em linha
Diâmetro 76 mm
Curso 55.1 mm
Cilindrada 999.8 cm³
Taxa de compressão  13.2 ± 1
Sistema de lubrificação carter úmido e bomba de óleo
Sistema de partida elétrica
Alimentação injeção eletrônica
Tipo de ignição eletrônica
Potência Máxima 202 cv a 13.200 rpm
Torque Máximo  12 kgf.m a 10800 rpm

 

Transmissão 
Transmissão manual 6 velocidades
Sistema de Transmissão  corrente

 

Chassi
Chassi dupla longarina superior construído em peças de liga de alumínio fundido e perfil extrudado de liga de alumínio
Suspensão dianteira GSX-R1000RA telescópica invertida, mola helicoidal, amortecimento hidráulico pressurizado com pré-carga da mola e forças de amortecimento de compressão e retorno
Suspensão Traseira GSX-R1000RA balança articulada, tipo link com mola helicoidal com amortecimento hidráulico pressurizado
Suspensão dianteira GSX-R1000A telescópica invertida, mola helicoidal e amortecimento hidráulico
Suspensão Traseira GSX-R1000A balança articulada, tipo link com amortecimento hidráulico e mola helicoidal
Pneu dianteiro 120/70ZR17 M/C (58W) sem câmara
Pneu traseiro 190/55ZR17 M/C (75W) sem câmara
Freio Dianteiro duplo disco de Ø320mm, pinça de 4 pistões opostos de montagem radial, acionamento hidráulico, sistema ABS 
Freio Traseiro único disco de Ø220mm, pinça de 1 pistão acionamento hidráulico, sistema ABS
Tamanho da roda dianteira Aro 17, liga leve de alumínio
Tamanho da roda traseira Aro 17, liga leve de alumínio

 

Nível de Ruído 
Db (A) 92,4
rpm 5500 rpm
Marcha lenta 1250 ± 100

 

Relação de marchas
Relação primária de marcha 1.652
1º marcha 2.562
2º marcha 2.052
3º marcha 1.714
4º marcha 1.500
5º marcha 1.360
6º marcha 1.269
Relação final de marcha 2.647

 

CONSUMO DE COMBUSTÍVEL *informações coletadas em laboratório em condições controladas e procedimentos normatizados. Qualquer motocicleta homologada no Promot 4.2 seguem o padrão WMTC
15,8 km/L Ciclo WMTC dinamômetro

 

  • Interruptor corta ignição
  • Indicador de nível de combustível
  • Indicador de pressão de óleo do motor
  • Indicador de temperatura do motor
  • Indicador de temperatura do liquido de arrefecimento
  • Indicador de velocidade
  • Indicador de rotação do motor
  • Luz indicadora de troca de marcha (shift light)
  • Indicador de QS (quick shift)
  • Luz indicadora do neutro
  • Seletor do S-DMS (modo de pilotagem)
  • Hodômetro quilometragem
  • Tacometro
  • Indicador de marcha
  • Indicador de acionamento do TC (controle de tração)
  • Seletor de TC (controle de tração)
  • Luz indicadora do ABS
  • Indicador do pisca alerta
  • Indicadores de mudança de direção
  • Sinalizador de luz alta
  • Indicador de acionamento do farol alto
  • Luz indicadora de congelamento
  • Luz indicadora de revisão
  • Luz indicadora de mau funcionamento
  • Computador de bordo
  • Informações da bateria: FURUKAWA FT12A-BS 12v 10ah Livre de manutenção
  • Monoposto incluso

Poderosa, compacta, aerodinâmica e de maior aceleração, a GSX-R1000A-R veio para redefinir o significado da moto de melhor desempenho e dominar as pistas de corrida.

 

Conhecida também como SRAD 1000, a nova moto Suzuki, que já é um sucesso na Europa e nos Estados Unidos, chegou para recuperar seu trono como o Rei das Motos Esportivas e tudo começou com um simples objetivo: Voltar à liderança de desempenho das superesportivas.

 

A partir daí, foram selecionadas as capacidades fundamentais que são a alma de toda moto esportiva: Corra; Curve; Freie. Faça com que a GSX-R1000A-R corra melhor, curve melhor e freie melhor do que qualquer outra moto da categoria e faça jus ao seu título de Rei.

 

Não é preciso muito para perceber que a nova SRAD não só atingiu seu objetivo, como superou suas maiores concorrentes e deu um show nas pistas de corrida.

 

Design novo e totalmente integrado traz a nova GSX-R1000A-R de volta ao topo

 

Um motor totalmente novo, mais compacto, mais leve e com potência líder da classe, entrega de forma suave e controlável em toda a ampla faixa de RPM, igualmente adequada para pilotar em curvas de corrida ou acelerar sem esforço nenhum em uma via pública.

 

Possui design de chassi completamente novo e mais compacto que oferece manobrabilidade ágil e excelente sensação de acabamento frontal e frenagem sendo útil tanto para frenagem nas pistas de corrida, quanto para pilotar em curvas fechadas em estradas do interior.

 

Foram adicionados eletrônicos avançados fáceis de serem utilizados, além da carenagem com aerodinâmica refinada, que reduz o atrito em altas velocidades nas pistas de corrida e melhora o conforto do piloto em passeios rápidos nas ruas.

 

Resumindo, foi desenvolvida uma nova e incomparável combinação de confiabilidade, durabilidade, usabilidade e desempenho geral, com excelente potencial em corrida em um pacote que funciona bem tanto para os pilotos de rua, como para pilotos de corrida, sejam eles iniciantes ou profissionais. Para acessar o catálogo completo clique aqui.

 

Motor compacto, que entrega mais potência em um intervalo mais amplo

 

A equipe de design estabeleceu rapidamente os objetivos básicos do design do motor (corra, curve e freie) e desenvolveu um novo motor bem mais potente e com mais HP no pico da curva de potência, com excelente entrega da potência baixa, média e aceleração.

 

Os detalhes começaram com o diâmetro e curso de 76 mm x 55,1 mm e 999,8cm³ de deslocamento. Seguido por um novo conjunto de válvulas, desenvolvido na competição MotoGP, utilizando uma parede mais fina do cabeçote e comando de válvulas mais ocos e leves, com novos balancins pivotantes iguais os da F1.

 

As válvulas do escapamento agora são feitas de titânio em vez de aço, são ligeiramente menores e são mais leves. A redução do peso das válvulas de escape contribui para o novo motor ter a habilidade de girar em altas rotações e as válvulas de admissão de titânio ligeiramente mais largas ajudam a aumentar a potência em alta rotação. Para acessar o catálogo completo clique aqui.

 

O Sistema de Ampla Potência é de causar inveja nas concorrentes

 

Os sistemas de Comando de Válvula Variável (Suzuki Racing Variable Value Timing – SR-VVT, Válvula de Controle de Fluxo de Gases do Escapamento (Suzuki Exhaust Tuning-Alpha – SET-S e Injeção Eletrônica com Injetor Secundário Superior da Suzuki (Suzuki Top Feed Injector – S-TFI, combinam-se para fazer o sistema de potência mais amplo, aumentando o desempenho em alta RPM, sem reduzir a entrega de potência em baixa e média. O resultado é uma potência forte e linear e uma aceleração aprimorada ao longo da faixa de RPM.

 

A solução foi o sistema SR-VVT da Equipe de Corrida da Suzuki, desenvolvidos na MotoGP. Ao contrário dos sistemas complicados utilizados por outros fabricantes, o sistema SR-VVT é mais simples, mais compacto e mais leve. O sistema é incorporado à engrenagem do comando de válvulas de admissão e uma placa de guia lateral, utilizando 12 esferas de aço, posicionadas entre canaletas retas na placa de guia fixada diretamente ao comando de válvulas.

 

A beleza do sistema SR-VVT está em sua simplicidade compacta, leveza, confiabilidade e perfeita operação. Para acessar o catálogo completo clique aqui.