Como escolher a sua primeira moto

Existem os pilotos que sabem exatamente que moto eles querem comprar. Porém também existem aqueles que não têm nem ideia de como escolher a primeira moto. Qual deles é você? Saiba como escolher a sua primeira motocicleta.

Certa vez eu conheci uma jovem que nunca havia pensando em pilotar uma motocicleta. Um dia ela viu uma que a deixou totalmente encantada, a ponto de querer aprender a pilotar para comprá-la.

Muitas pessoas decidem comprar a primeira moto em situações como esta, ou porque seus amigos indicaram certa motocicleta. O outro tipo de piloto, aquele que fica encantado com os nomes de certas motos; pode acabar comprando algo totalmente aleatório.

Vamos dividir essa matéria em duas partes: por onde começar e como afunilar a lista.

Você quer aprender a pilotar uma motocicleta para se juntar à multidão ou para escapar dela? O tipo de passeio que você deseja, determina qual deve ser a sua primeira moto.

 

A primeira pergunta

 

Qualquer um que você conhece ficará feliz em te dar um “conselho”. Seus amigos de dois metros de altura dirão “Todas as revistas dizem que a minha moto é a melhor”. Outros dirão “as garotas amam as scooters”, e ainda outros “você precisa de uma Gixxer”.

A questão é que constantemente encontramos pilotos que se apressam em dizer o que amamos, em vez de tentar entender as suas necessidades como um piloto de primeira viagem e pensar qual o melhor para você. Se perguntar para um piloto experiente que moto você deve comprar, a resposta deveria ser a seguinte: “O que você quer fazer com ela?”.

O tipo de pilotagem que você planeja fazer determina o tipo de moto que você deve comprar. Então perguntar a si mesmo “Que tipo de pilotagem eu quero” é o primeiro passo e, o mais importante também. Este é o passo que você vai errar, ao menos um pouco. Por que eu estou dizendo isso? Porque, como alguém que não pilota e tem apenas uma visão teórica e até romantizada sobre pilotagem, você pode pensar que quer fazer uma viagem cruzando o país sozinho, mas depois de um ano pilotando você pode mudar de ideia e preferir viagens curtas com seus amigos. Ou vice-versa.

Então você provavelmente descobrirá que não é exatamente o que você pensava. E tudo bem. Na terceira parte vamos explicar porque isso não é um grande problema. Mas por enquanto, agora que identificamos o que você quer, é hora de afunilar as suas escolhas.

 

Diminuindo a lista

 

As fábricas estão produzindo uma grande variedade de modelos para que algum se encaixe no tipo de pilotagem que você queira, então é uma ótima época para ser um motociclista.

O primeiro passo é reconhecer que, em geral, uma moto mais apropriada para um motociclista iniciante seja: leve, com uma potência modesta, características de manuseio neutras, e tenha a funcionalidade para o  piloto colocar os dois pés no chão. É claro que todos esses pontos aplicam-se diferentemente para o meu sobrinho de dois metros de altura do que para a minha esposa de um metro e meio. Mas estes pontos são muito importantes.

Aqui estão os principais tipos de motocicletas e seus pontos positivos e negativos para novos pilotos.

Cruisers

Cruisers são feitas para o conforto, para viagens relaxantes, não para velocidade. Um assento baixo, controles médios e guidão mais alto são perfeitos para um ótimo dia de passeio.

 

 

 

  • A boa para novos pilotos: Assento baixo que permite que seus pés alcancem o chão; motor regulado para um torque de baixa velocidade, fazendo as Cruisers mais fáceis de pilotar.
  • Não tão apropriada para novos pilotos: Algumas tem uma ergonomia diferente, o que faz o manuseio um pouco estranho.
  • Se você quer uma dessas: A Cruiser de médio alcance pode ser uma moto muito acessível.
  • Qual modelo? Boulevard M1800R

 

Motos Sport

Motos Sport são réplicas de motos de corrida, feitas para serem rápidas, os pilotos são colocados em posições mais agressivas, o que é ótimo para as pistas, mas não para viagens longas.

 

 

  • Bom: A maioria é leve.
  • Ruim: Alta potência de modelos entre 600cc e 1000cc, força natural, assentos altos, ergonomia própria para corrida, alto custo de seguro.
  • Se você quer uma: Pode conseguir a aparência de uma moto sport em uma gama de motos menores, que são mais fáceis para um novo piloto manusear.

Standard

Motos standard têm posições de pilotagem natural e neutra, elas são a opção “faz-tudo” do mundo das motocicletas. Com a praticidade como elemento primordial, são motos que oferecem uma boa combinação entre conforto e controle.

 

 

  • Bom: Posição de pilotagem confortável, muitas vezes é esportiva, mas geralmente não tão alta quanto as réplicas de motos de corrida, e os gastos com seguro são menores.
  • Ruim: modelos maiores podem ser tão potentes quanto motos sport e isso é demais para um piloto novato, não tem proteção contra o vento ou tempo, a não ser que você adicione.
  • Quais modelos? GSX-S1000 e GSX-S7650

Adventure-tourers e dual-sports 

Produzidas para estrada e off-road,  as motos adventure-touring são maiores e capazes de fazer viagens mais longas, já as dual-sport tendem a ser mais leves.

 

 

Motocicletas adventure oferecem capacidades off-road combinadas com um conforto de longo alcance. Motor grande, tecnologia robusta e um peso maior são marcas registradas de motos adventure.

 

  • Bom: Confortáveis, ergonomicamente naturais, dual-sports menores tendem a ser mais leves e menos propensas a sofrer danos caros.
  • Ruim: Assentos altos, grandes adventure-tourers são pesadas e caras.
  • Se você quer alguma dessas motos: um modelo dual-sport pode ser uma ótima primeira moto a se adquirir, é de fácil manuseio, quase indestrutível e é capaz de ir à qualquer lugar.
  • Quais modelos? Nova V-Strom 1000 e Nova V-Strom 650 

Scooters

As duas características que definem as scooters são o design e o câmbio CVT (transmissão continuamente variável). Além disso, scooters são as campeãs quando se fala de economia, além de sua posição ereta de pilotagem e rodas pequenas, scooters são menos intimidadoras que motocicletas maiores.

 

 

  • Bom: As scooters são feitas para serem fáceis de pilotar, não há do que se aprender. A manutenção é pouca, os custos operacionais são baixos, frequentemente elas oferecem características de conveniência, como espaço para armazenamento, o que as torna práticas para transportar algo ou simplesmente deslocamento.
  • Ruim: as scooters menores não conseguem acompanhar o fluir do trânsito, rodas pequenas de algumas scooters oferecem menor estabilidade.
  • Se você quer uma: Vá em frente! Mesmo que você decida por uma moto maior depois, ter uma scooter como uma “segunda moto” para uma mobilidade mais barata, conveniente e urbana é ótimo!
  • Quais modelos? Burgman 650 Executive e Burgman i

 

Se você faz parte da segunda categoria de pessoas do primeiro parágrafo desta história, essas descrições te ajudarão a começar identificar qual moto procurar. Se você faz parte da primeira categoria, ao menos considere os lados negativos da moto que você está apaixonado antes de assumir um compromisso, e boa viagem!

 

Se você já é piloto há algum tempo, deixe nos comentários a sua experiência com a primeira moto e se você está começando agora, conte-nos como está sendo!

 

 

Fonte: Revzilla - How to choose your first motorcycle - Lance Oliver